Alvo de operação policial teria lucrado com empresas de fachadas criadas por facção criminosa, diz PF

  • 11/06/2024
(Foto: Reprodução)
O advogado Fernando Magalhães foi um dos que defenderam Adélio Bispo, responsável pela facada no então candidato à Presidência do Brasil Jair Bolsonaro. Ele não foi encontrado para comentar a ação da PF. PF cumpre mandados de busca e apreensão contra organização criminosa O advogado Fernando Magalhães, um dos que defenderam Adélio Bispo, responsável pela facada no então candidato à Presidência do Brasil Jair Bolsonaro, foi um dos alvos da "Operação Cafua" da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco) realizada nesta terça-feira (11). De acordo com as investigações, ele teria lucrado com empresas de fachada criadas para lavar dinheiro de crimes cometidos pelo PCC. Segundo a Polícia Federal, mais de 20 estabelecimentos fantasma faziam parte do esquema em Minas Gerais. Magalhães estaria recebendo dinheiro, sem relação com seus trabalhos como advogado. O g1 procurou o defensor e aguarda retorno. Durante a ação policial, quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Lagoa Santa e São José da Lapa, na Grande BH, e em Pará de Minas, na Região Central do estado. A ação envolveu as polícias Federal, Civil, Militar e Penal teve como objetivo coibir lavagem de dinheiro e organização criminosa. As determinações judiciais foram expedidas pela 2ª Vara de Tóxicos, Organização Criminosa e Lavagem de Bens e Valores da Comarca de Belo Horizonte. Sede da Polícia Federal em Belo Horizonte (imagem ilustrativa) Reprodução/TV Globo Também foram cumpridos mandados de lacração e suspensão das atividades de 24 estabelecimentos comerciais e a indisponibilidade de bens de 31 pessoas físicas e jurídicas no montante de R$ 260 milhões. De acordo com a Polícia Federal (PF), o esquema refere-se à lavagem de dinheiro, especialmente realizada pelo tráfico de drogas. A operação é um desdobramento da "Operação Caixa Forte", feita em 2019, que investigou o tráfico de drogas de um grupo criminoso na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ficco A Ficco é uma força-tarefa coordenada pela PF e composta pelas polícias Civil, Militar e Penal com o objetivo de realizar uma atuação conjunta e integrada no enfrentamento ao crime organizado e violento. Vídeos mais assistidos do g1 Minas

FONTE: https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2024/06/11/alvo-de-operacao-policial-teria-lucrado-com-empresas-de-fachadas-criadas-por-faccao-criminosa-diz-pf.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes